Este é um espaço de divulgação e partilha de ideias sobre o nosso concelho e sobre o projecto político do PS para Castro Verde.
Sexta-feira, 31 de Outubro de 2008
Política Autárquica Socialista

Odemira: Redução nas taxas de IRS, IMI e derrama

http://www.vozdaplanicie.pt/files/197/1705.jpg

A Câmara e a Assembleia Municipal de Odemira, aprovaram por unanimidade a redução das taxas de IRS, IMI e Derrama, a cobrar no próximo ano. A quebra em 2008 foi de 500 mil euros.

 

A Câmara Municipal de Odemira vai manter em 2009 as reduções das taxas do Imposto Municipal sobre Imóveis (IMI) e na Derrama e a participação autárquica no Rendimento das Pessoas Singulares (IRS), introduzidas este ano e que representaram para a autarquia uma quebra de receita na ordem dos 500 mil euros.

Segundo o Executivo do Município liderado por António Camilo, estas medidas têm como fim “aliviar a carga fiscal dos munícipes e contribuir para a atracção e fixação de população e investimentos”, bem como promover “um maior equilíbrio e justiça nas tarifas, taxas e impostos a vigorar no município”.

Tal como em 2008, para o próximo ano fiscal, a taxa no Imposto Municipal sobre Imóveis é 0,7% nos prédios urbanos e 0,4% nos novos prédios avaliados; a Derrama a lançar sobre o rendimento das empresas (IRC) é 0,5% para as empresas com um volume de negócios até aos 150 mil euros e de 1% para as restantes; a participação no Imposto sobre o Rendimento das Pessoas Singulares (IRS) com domicílio fiscal em Odemira é 2,5%.

As reduções nos impostos sob fixação municipal introduzidas em 2008 representaram uma quebra nas receitas próprias da autarquia que ascende ao meio milhão de euros. No IMI, a Câmara Municipal registou uma quebra de receita inferior a 10%, ou seja, mais de 150 mil euros. Na Derrama, a autarquia verificou uma quebra de receitas de mais de 75%, o que representa cerca de 200 mil euros. A redução da taxa cobrada em sede de IRS representou uma quebra de receitas para a autarquia na ordem dos 40%, o que significa que a câmara não arrecadou cerca de 235.208,00 euros, valor que será devolvido aos contribuintes residentes no concelho na liquidação do IRS referente a 2008.

A autarquia de Odemira ressalva também que se verificaram quebras na cobrança de Imposto Municipal Sobre as Transmissões Onerosas de Imóveis (IMT), que significaram menos 40% de receitas. Em 2007 nos cofres da edilidade foram arrecadados cerca de 3,1 milhões de euros, até Outubro de 2008 somente foram recebidos cerca de 1,6 milhões de euros de receita respeitante ao IMT.

Teixeira Correia - Rádio Voz da Planície

 

 

 

O Nosso Comentário:

 

Em Castro Verde procede-se exactamente no sentido oposto. Quanto maior é a crise, mais o executivo comunista aposta em arrecadar dinheiro dos impostos municipais.



publicado por revor às 08:50
link do post | favorito
|

pesquisar
 
Outubro 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30

31


Comunicados

Um ano de mandato desolad...

Propostas PS para imposto...

Eleições na Concelhia de ...

PS defende maior particip...

Contra a baixa política d...

O melhor resultado de sem...

O custo das campanhas

VITÓRIA

Site Por Castro já está a...

Mais e melhores cuidados ...

Arquivos

Outubro 2010

Março 2010

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Julho 2008

Junho 2008

Abril 2008

Março 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Julho 2007

Maio 2007

Março 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Outubro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Correio do Munícipe
ps.concelhia.castroverde@gmail.com
Contactos da Concelhia
Rua Campo de Ourique 7780 Castro Verde ps.concelhia.castroverde@gmail.com
Visitas
blogs SAPO
subscrever feeds